BI na Saúde: decisão através de dados na gestão

O Business Intelligence (BI), ou inteligência de negócio, ganha destaque no mercado da saúde, por ser a tecnologia capaz de fornecer respostas mais assertivas aos gestores, criando valor e otimizando a gestão. Tanto que o mercado de coleta e análise de dados movimentou mais de R$ 10 bilhões na América Latina em 2016 e estima-se que essa cifra triplique até 2022, segundo estudo da consultoria Frost & Sullivan divulgado em abril deste ano.

As organizações de saúde estão cada vez mais empenhadas em organizar os dados clínicos, comerciais e operacionais para fins de tomada de decisão. Esses dados são usados para apoiar programas como gerenciamento de doenças, resultados, desempenho clínico e melhorias de processos, redução de custos, acreditação de qualidade e análises preditivas.

O que é Business Intelligence?

Business Intelligence (BI), ou inteligência de negócios em português, se refere a um conjunto de teorias, processos, metodologias, tecnologias e estruturas capazes de transformar grandes quantidades de dados brutos em informações relevantes para a tomada de decisão empresarial. O conceito abrange desde o processo de coleta até o monitoramento de informações que suportam a gestão do negócio.

Experiência do Paciente: como utilizar deste conceito na sua clínica ou consultório

Acompanhamento de indicadores

Com o Business Intelligence, pode-se acompanhar e co-relacionar diversas informações úteis para a estratégia e funcionamento de clínicas e consultórios, nos mais diversos aspectos, como por exemplo:

>> Indicadores assistenciais;
>> Indicadores de custos;
>> Desvios no tempo médio de permanência;
>> Acompanhamento da performance médica
>> Indicadores de faturamento e glosas
>> E o que mais o gestor achar importante e parametrizar na ferramenta.

Diagnóstico

Além do monitoramento de desempenho para otimizar custos, com o Business Intelligence é possível analisar a evolução clínica do paciente, o que é útil para escolher as melhores opções de tratamento, e ainda gerar uma base histórica para a comparação de desfechos de casos similares.

 

Atendimento

Com o uso de processos inteligentes, onde o Business Intelligence auxilia no acompanhamento dos seus indicadores, a qualidade de atendimento é melhorada. Os processos são mais automatizados e simples, garantindo mais rapidez e menos erros de informação.

 

Segurança nas informações obtidas

Mesmo gestores bem preparados e experientes têm dificuldades para conseguir agregar, com a mesma eficiência, a quantidade de dados que as soluções de Business Intelligence proporcionam. Por agregar informações de diversos sistemas, as ferramentas de Business Intelligence possuem uma grande confiabilidade das informações, dado que nenhum trabalho de agregação de dados é feito manualmente.

Confira aqui os dados fornecidos pelo governo

 

As vantagens do BI

Business Intelligence em ferramentas para instituições de saúde nunca é estático. Os indicadores de gestão devem estar em constante evolução para que mantenham a qualidade da informação fornecida. Nas clínicas, com Business Intelligence, os gestores poderão saber, em valores, quanto de ressonância, por exemplo, está previsto para determinado dia. Uma solução intuitiva poderá fornecer de forma gráfica dados desse tipo e trazer uma grande vantagem competitiva. Afinal, será possível elaborar um plano de ação estratégico com base nas agendas, exames, horários, entre outros.

Além de informações de impacto para o faturamento, o BI também torna-se um aliado importante para que a instituição planeje suas ações baseadas no seu público-alvo. Dados populacionais, como, faixa etária dos pacientes, sexo e horários de maior circulação, podem apoiar diversos outros setores, como atender de forma diferenciada o público feminino, promovendo ações para cuidados preventivos, por exemplo.

Quer utilizar essa ferramenta na sua clínica ou consultório? Entre em contato agora mesmo e saiba mais!

eMed Tecnologia - Todos os Direitos Reservados | www.emed.com.br - 2019